Abrigo de Jardim

by catarina clemente

Garden Shelter Inspiration, upload feito originalmente por violeta from portugal.

Desde miúda que tenho um grande fascínio por abrigos de jardim em madeira. Sempre sonhei ter um para fazer uma casinha de bonecas gigante – o que acabou por nunca acontecer. (Tenho de confessar que o sonho sempre foi mais o de decorar o espaço do que brincar com as respectivas moradoras). Seja como for, essa era uma ideia que estava esquecida há muitos anos.

Agora, com a adopção da Petra, surgiu a necessidade de encontrar um espaço adequado para ela dormir e sobretudo, para se abrigar do frio e da chuva. Mas queríamos, ao mesmo tempo, uma área que permitisse passar algum tempo com ela quando o tempo não convida a brincadeiras ao ar livre. É que, por enquanto, e ao contrário da nossa Pucca, que é um modelo de bom comportamento, a Petra ainda é bebé e é impossível deixá-la entrar dentro de casa sem que aconteçam tragédias dos mais variados tipos. E com a personalidade que lhe vamos conhecendo, não sabemos se algum dia chegará a saber comportar-se no interior de uma sala de estar.

E foi assim que, tantos anos depois, regressou a ideia do abrigo de jardim.

Encontram-se facilmente modelos semelhantes ao da imagem em lojas como a MAX MAT ou o AKI, embora os preços sejam relativamente elevados.

O conforto do animal e dos donos consegue-se à custa de uma boa quantidade de mantinhas, almofadas, pufes e um ou outro tapete. Convém que algumas destas coisas fiquem fora do alcance do bichinho (por exemplo, penduradas na parede ) e só sejam utilizadas na presença dos donos. Desta forma, duram mais tempo e mantêm-se mais limpas.

Em relação às cores inspirei-me na almofada LUSY BLOM do IKEA (€ 4,99) – verde, amarelo, beringela, vermelho, turquesa e laranja.

Como cá em casa somos dados às carpintarias, desenhámos um banco em madeira (pintada de vermelho) onde encaixámos um colchão de criança dos mais baratinhos, conseguindo desta forma uma espécia de sofá onde nos podemos sentar mas onde a Petra também pode dormir mais confortavelmente, se estiver para aí virada.

Alguns acesssórios como o banco amarelo e os cabides “com cauda” completam a decoração.

Resultado: a tentativa de criar uma casota para o novo animal de estimação acabou por resultar numa salinha de terraço bastante confortável.

É claro que mesmo com um cão relativamente asseado, este é sempre um espaço que não se consegue manter perfeitamente limpo e arrumado. Os doidos por cães aceitam e compreendem. Os outros chamam-nos malucos. E não se enganam! :)

Mesmo assim achei que valia a pena publicar a ideia já que, com ligeiras alterações, pode ser uma sugestão a recuperar por pais de crianças ou adolescentes que sonham com casinhas e que, se os progenitores ainda continuam a ler este post… quem sabe, não acabarão por ter mais sorte do que eu?

Em breve, irei mostrar fotografias do resultado.

Advertisements