tempo para agradecer

by catarina clemente

Ao António, pelos plátanos que ele fez nascer numa varanda na cidade e que, um dia, darão sombra no meu jardim da aldeia. São nove e acabam de acordar do Inverno.

À Miriam, pelo Grande Livro da Decoração, de 1974.
E sobretudo por, entre a varicela do Jaime e uma tese para concluír, se ter lembrado de mim.

Advertisements