chá

interiors. ideas. emotions. life.

Month: June, 2010

pequenos prazeres

Trabalhar no jardim, logo pela manhã, “pela fresca”.

Ler um romance de água com açúcar,  lamechas, ranhoso e babado q.b. como se quer. E que não dá que pensar. Ou então sim.

Advertisements

yay!

E este fim-de-semana fez-se também o primeiro corte de relva cá em casa. Perdoem-me a felicidade palerma, sei que do vosso ponto de vista são apenas uns pedaços de gramão meio depenado, mas para nós, é o princípio do nosso jardim, plantado pelas nossas mãos.

o móvel novo

Serve de apoio ao hall de entrada mas, essencialmente, esconde os cabos e tomadas da ligação à internet. A construção é do homem da casa, o desenho é dos dois.

A placa da “6th st.” veio de NY e foi comprada no Etsy. Um episódio engraçado foi, na  alfândega, terem pensado tratar-se de uma chapa de matrícula.  Valeu-me uma ida ao local e várias explicações.

As antigas garrafas de perfumaria vieram de uma feira de velharias. E, por falar nisso, hoje foi dia de feira em Aveiro. Todos os quartos Domingos de cada mês, esta feira garante, pelo menos um passeio bastante agradável numa das mais bonitas zonas da cidade.

E para terminar, até porque na passada 6ª feira falhei o meu exercício semanal de gratidão, tenho de agradecer este presente – que eu, ao receber, agitando a caixa que o embalava, exclamei: “Oh, está partido…” ao que prontamete e de sorriso na cara me responderam: “Sim!” E eu logo percebi de que se tratava. Obrigada!

parêntesis

Pequena pausa no blog até estar despachado o trabalho que se acumulou na última semana.

merci

E por falar em agradecer fica a “reportagem” sobre a loja merci, que eu tanto queria conhecer e que não me desiludiu. Sobre esta loja, e com excepção do preço de alguns produtos, só posso dizer: É a minha cara! Se vivesse em Paris, muitas das minhas horas seriam passadas no seu interior. É a mistura perfeita entre o contemporâneo e o vintage,   o urbano e o artesanal, tudo muito bem seleccionado e “embrulhado” num styling para lá de bom.  Vejam por vocês e tirem as vossas próprias conclusões:

exercício semanal de gratidão

Como não podia deixar de ser, esta semana agradeço à minha anfitriã em Paris – que faz sempre os possíveis para que eu me sinta em casa – por, mais uma vez, me ter recebido de braços abertos. Obrigada.

Agradeço também o regresso a casa, que sabe tão bem!

entre le chatelet e les invalides

Isto sim, foi uma caminhada. Quase 5 kms se o Google Maps não me engana. Com uma série de desvios para fotografias, uma paragem no Le Caroussel du Louvre  para compras e pausa para lanche e o trajecto a passar pelo meio do Jardin des Tuileries, e não ao lado.

Ficam algumas imagens:

Le Marais

E já que fui a Le Marais, não pude perder a oportunidade de espreitar as vielas onde se faz (dizem!) o melhor falafel de Paris…

bem como os pátios da Village St. Paul onde, entre as lojas de artigos em 2ª mão, o ambiente é quase mágico…

sensitive et fils

Como prometido, aqui fica o endereço de mais uma loja a visitar. Saindo da Petit Pan, é seguir pela rua Françoi Miron até ao número 23 e encontramos esta pequena delícia . Ora espreitem:

Na cave, há uma secção de móveis étnicos:

Foi lá que descobri e me encantei com o trabalho de  Sophie Adde :

Vale a pena conhecer!

petit pan

Dizem-me “Vai ver a Petit Pan!!”. E eu vou. Porque sou uma rapariga obediente. Só por isso.

Chego lá e sou recebida por uma avozinha freak do mais simpático que se possa imaginar, peço para fazer algumas fotografias, ela acede, ficamos à conversa e depois eu desgraço-me em compras.

Almofadas, plaids, garlands, balões e animais de papel, brinquedos, livros da Jeu de Paume…dá vontade de trazer tudo. Felizmente estou limitada naquilo que posso levar no avião.

Depois, atravesso a rua e mesmo em frente, há mais! Petit Pan, desta feita em versão supplies: tecido, oilcloth, papel, botões, fita-cola… desgraça outra vez!! O melhor é despachar-me a sair daqui!!

Para informação: fica na Rua François Miron, números 76 e 39, muito perto da saída do metro de St. Paul.

Se gostaram, anotem, porque amanhã vou falar-vos de outra loja, também na mesma rua que, tenho a certeza, também vão gostar.