diy: como tingir um canídeo de cor-de-rosa

by catarina clemente

instruções:

1- deixar uma caneta, neste caso vermelha, ao alcance do indivíduo

2- ir à vidinha

3- distraír-se tempo tempo suficiente para que o indivíduo roa o invólucro da tinta, derrame parte da mesma sobre o sofá e a restante sobre si próprio. (poucos segundos são (mais que) suficientes)

4- deixar de lado eventuais preocupações quanto à quantidade de tinta que o indivíduo possa ter ingerido e  consequentes danos causados à sua saúde

5-  lavar o indíviduo com água abundante e shampoo, com principal incidência sobre as áreas afectadas.

7- secar o indivíduo.

está feito. com sorte, e tendo esfregado bastante, terão conseguido apenas umas subtis nuances cor -de-rosa.

nota: o ponto 4 poderá exigir alguma experiência da vossa parte. será tanto mais fácil não se preocuparem, quanto maior a variedades de items perigosos que o vosso espécime já tenha ingerido anteriormente.

tenho muita pena de não vos mostrar o scott tingido de vermelho vivo (a minha primeira reacção foi lavá-lo e não fotografá-lo). era uma imagem que tinha tanto de cómico quanto de assustador.

no meio da paródia, uma outra criatura, de orelhas legitimamente cor-de- rosa, manteve-se incrédula e perplexa face a tanto disparate.

balanço final:

  • yorkshire em versão hello kitty
  • sofá estilo “não-sei-que-lhe-faça”
  • almofada nova “paw-dye”
  • cão idoso a pedir asilo numa casa menos insana
  • dona à beira de um ataque de nervos

como sempre: podia ter sido pior.

Advertisements