chá

interiors. ideas. emotions. life.

Month: July, 2011

laksmi photography

comida saudável fotografada com absoluta perfeição

Dal, originally uploaded by Laksmi W.
Advertisements

difícil e fácil

“Ninharias bastam muitas vezes para ofendê-los, a tal ponto que não mais dirigem a palavra mesmo a bons amigos, afastam-se deles quando os encontram e trabalham para prejudicá-los o mais que podem. Depois, um belo dia e, coisa surpreendente, sem razão especial, deixam-se alegrar com um pequeno gracejo que só se arrisca porque tudo parece perdido, e ei-los reconciliados. Era de todo difícil e fácil comportar-se com eles, não existem princípios estabelecidos.”

 

– franz kafka in “o processo

a handy tip for the easily distracted


Miranda July: The Future on Nowness.com.

what’s for breakfast?

[iogurte natural açucarado, bagas de gogi, sementes de chia, alperce]

“”When you wake up in the morning, Pooh,” said Piglet at last, “what’s the first thing you say to yourself?”
“What’s for breakfast?” said Pooh. “What do you say, Piglet?”
“I say, I wonder what’s going to happen exciting today?” said Piglet.
Pooh nodded thoughtfully.
“It’s the same thing,” he said.”

behind the scenes

nos bastidores de “me”, o primeiro projecto fotográfico dele.

autobiográfico. introspectivo. catártico. aqui.

“Confront the dark parts of yourself, and work to banish them with illumination and forgiveness. Your willingness to wrestle with your demons will cause your angels to sing. Use the pain as fuel, as a reminder of your strength.”

–  August Wilson

i choose innocence

E sobretudo olhar com inocência […]

Como uma menina de giz cor-de-rosa num muro muito velho

subitamente esbatida pela chuva.

– Alejandra Pizarnik 

(I remember the taste
of the first kiss by the river
And the promises we’d keep
Forever and ever
I still love the smell
of my innocent years
And I choose innocence
after my tears.)

tu

Quem […] sabe o nome do meu lugar?

Quem […] condensa ternura em suas mãos para a derramar em afagos por mim?

Quem […] me traz seus beijos e sua cor?

– fernando namora in “mar de sargaços”

[fotografia: sofia simões]

esj

[fotografia: pedro martins/catarina clemente]

la corde à linge

É um restaurante situado no edíficio de uma antiga lavandaria dos anos 30, em Estrasburgo. A decoração assume completamente o espaço que ali existia, com muitas referências ao tratamento da roupa. Tal como o próprio nome indica, há mesmo cordas para estender a roupa, suspensas sobre as mesas de refeição.

 Supercalifragilisticexpialidocious.

La Corde à Linge

imagens e artigo via remodelista 

bruschetta com pasta de azeitona e queijo palhais

Torra-se o pão fatiado na chapa, previamente aromatizada com alho e untada com azeite. Retira-se para uma travessa e barra-se com pasta de azeitona preta. Grelha-se o tomate cortado em fatias também na chapa. Coloca-se sobre o pão barrado. Por cima, dispõe-se queijo aos cubos (saloio palhais com orégãos e azeitonas). Cobre-se com manjericão fresco picado e azeitonas cortadas às rodelas. Serve-se de imediato. Acompanha, obrigatoriamente, com tinto maduro.