a questão do “eu”

by catarina clemente

A dificuldade, na gestão da auto-estima, reside na definição de um algoritmo de controlo que assegure, continuamente, a manutenção dos seus valores dentro da gama desejável. Valores abaixo do setpoint, corróiem-nos a alma. Mas logo que o ultrapassam, deixam-nos expostos ao ridículo.

Mas a questão essencial coloca-se na definição do setpoint em si mesma. Como podemos confiar no valor que consideramos adequado atribuir à nossa própria pessoa se é essa mesma pessoa a atribuí-lo?

eu, o insistente e enfático eu em itálico, o eu ao qual estou brutalmente afeiçoado”.

– julian barnes

Advertisements