da sabedoria de não versejar sem antes ter experienciado

by catarina clemente

“Ah, os poemas são tão pouca coisa quando os escrevemos cedo. Devia-se esperar e acumular sentido e doçura ao longo de toda uma vida e esta ser tão longa quanto possível, e então mesmo no fim dela, talvez se pudesse escrever dez linhas que fossem boas. Pois os versos não são sentimentos (esses têm-se cedo que baste), – são experiências.”

– rainer maria rilke in os cadernos de malte laurids brigge

Advertisements