a obsessão com aquilo a que temos direito

by catarina clemente

laurel“[…] desenvolvemos uma extraordinária noção de merecimento. achamos que temos o direito de possuir enormes quantidades de dinheiro e um emprego de sonho, de ter uma relação que nos satisfaça constantemente, de que as nossas opiniões sejam ouvidas e respeitadas pelos outros e de nos sentirmos bem a maior parte do tempo. quando essas expectativas são violadas – o que acontece inevitavelmente – não aceitamos com facilidade que isso seja uma parte natural da vida e, ao invés, começamos a pensar demais, perguntando-nos porque não estamos a ter aquilo que merecemos. […] um dos problemas de ter uma noção de merecimento exacerbada é o facto de isso nos manter concentradas naquilo que devíamos receber e não recebemos, em vez de nos apontar os passos que deveríamos dar para lidar mais eficazmente com os nossos problemas  – e nos mostrar que, na verdade, as coisas podem até estar a correr bastante bem. “

– susan nolen-hoeksema

Advertisements