está tudo bem

by catarina clemente

faz agora dois anos que, de um dia para o outro, um diagnóstico nos tirou o chão debaixo dos pés. depois vieram as consultas, os exames e as cirurgias. pelo meio, a esperança, o medo, o alívio e a angústia sucederam-se numa sequência mais ou menos aleatória. mas mantiveste a serenidade e recusaste-te a fazer espetáculo da tua dor. quando se chegaram a colocar os piores cenários foste tu, sabe-se lá com que custo, quem nos animou e fez rir.

uma noite, a mais triste de todas (mas também a que recordo com maior ternura), senti-nos tão próximos que soube que viesse o que viesse, seríamos capazes de enfrentá-lo juntos. acho que sentiste o mesmo porque me confidenciaste que continuavas a querer que tivéssemos um filho. mesmo que tudo corresse mal. sobretudo se tudo corresse mal.

mas não correu e um dia ouvimos do médico as únicas palavras que queríamos ouvir: “está curado, teve muita sorte”. assim tem sido, temos tido muita sorte. um dia por ano vamos certificar-nos que continua tudo bem. ontem foi o dia e está tudo bem. mais um ano em que está tudo bem. que vivas muitos, meu amor.

Advertisements