chá

interiors. ideas. emotions. life.

Category: Cooking

zucchini noodles

zucchini noodles

um vício recente.

preparação (1 porção)

1. numa frigideira , coloco uma colher de sopa e azeite e uns pedacinhos de bacon fumado (50 g). deixo fritar ligeiramente.
2. junto cogumelos frescos laminados (30 g), mexo e deixo fritar mais um pouco.
3. junto a curgete a ralada em juliana (150 g) e deixo cozinhar uns minutos. deve ficar al dente.
4. retiro para o prato e polvilho com mozarella ralado (30g).

dados por porção
376 kcal; lípidos: 31,4 g; hidratos de carbono: 6,9 g; proteínas: 17,8 g

Advertisements

bolo de beterraba com cobertura de amendoim

bolo de beterraba com cobertura de amendoimapesar de ter reduzido drasticamente o consumo de hidratos de carbono e de, praticamente, ter eliminado o açúcar refinado da minha alimentação, não consigo abdicar de um fatia de bolo. desta vez, experimentei uma receita com beterraba e uma cobertura de manteiga de amendoim. fica um bolo muito aromático, húmido e (mesmo com apenas uma colher de mel), doce o suficiente. fica a receita.

ingredientes (bolo)

370 g de beterraba cozida
50 g de coco ralado
60 g de amêndoa moída
80 g de leite de coco
20 g de cacau magro em pó
30 g de mel
4 ovos grandes
1 colher de chá de fermento
1 colher de chá de extrato de baunilha
1 pitada de sal
óleo de coco para untar a forma

 

ingredientes (cobertura)

40 g de manteiga de amendoim
10 g de óleo de coco
5 g de cacau magro em pó

preparação:
1. Aquecer o forno a 180º. Com óleo de coco, untar uma forma de bolo inglês, forrar com papel vegetal e voltar a untar.
2. Ralar a beterraba e misturar com a amêndoa moída, o coco ralado, o leite de coco, o mel e as gemas. Mexer até ficar homogéneo. Adicione a baunilha e o fermento. Mexer de novo.
3. Bataer as claras em castelo firme. Juntar à mistura anterior e envolver suavemente.
4. Colocar na forma e levar ao forno pelo menos 40 minutos. Verifique a cozedura com um palito ou com um fio de esparguete. Retirar do forno e deixar arrefecer.
5. Preparar a cobertura misturando a manteiga de amendoim, o óleo de coco e o cacau. Mexer bem. Desenformar o bolo e cubrir com o preparado.

porções:
11 fatias

dados por porção
164 kcal; lípidos: 12,4 g hidratos de carbono: 8,5 g; proteínas: 5,7 g

bolo de curgete e cacau

Bolo curgete e cacau

ingredientes

300 g de curgete ralada
4 ovos
3 tâmaras
30 g de mel
70 g óleo de coco
70 g amêndoa moída
2 colheres de sopa de sementes de chia
2 colheres de sopa de cacau magro em pó
2 colheres de chá de extrato de baunilha
2 colheres de chá de fermento químico
5 g de coco ralado reduzido a pó

preparação

1. Aquecer o forno a 180º C. Com óleo de coco, untar e forrar com papel vegetal uma forma de bolo inglês.
2. Bater todos os ingredientes no liquidificador (ou com a varinha mágica), exceto o fermento e o coco ralado.
3. Adicionar o fermento e envolver.
4. Levar ao forno pelo menos 40 minutos, Ir verificando a cozedura com um palito ou com um fio de esparguete.
5. Desenformar, polvilhar com o coco.

Servir fresco, acompanhado de uma colher de iogurte grego natural.

porções
11 fatias

dados por porção
154 kcal; lípidos; 12,5 g; hidratos de carbono: 6,9 g; proteínas: 4,8 g;

trufas sem açúcar

durante todo o mês de março não comi açúcar. e o que é curioso com o açúcar é que quanto menos comemos, menos necessidade sentimos dele. (o inverso também é verdade.) de modo que entrámos em abril e eu mantive a abstinência.
mas embora passe bem sem o sabor doce não dispenso um “miminho” a seguir à refeição. por isso tenho feito algumas experiências de sobremesas sem nenhum tipo de adoçante. hoje fiz umas trufas com queijo quark e manteiga de amendoim, que depois envolvi em cacau amargo. precisam de alguns ajustes, sobretudo ao nível da textura, mas dão muito bem aquela sensação de satisfação que preciso para dar a refeição por encerrada.

trufas sem açúcar

a receita

usei esta receita, com pequenas alterações: dupliquei as quantidades, usei formas de 20 cm e alterei ao aspeto da cobertura. resultado: a massa do bolo fica parecida com a do bolo de arroz, bastante amanteigada, mas mais húmida e com bastante sabor a limão. a acidez das framboesas equilibra os sabores e o lemon curd é, para mim, a cereja (literalmente) no topo do bolo. recomendo. claro que nem tudo correu bem: o chantilly não ficou tão sólido quanto o desejado e a lalaloopsy aterrou de cabeça no recheio. apesar disso exatamente por isso, ficou perfeito! :)lalal(oops)yan acute case of  conjunctivitisthe making oflalaloopsya receita

bolo de sêmola de milho e limão

bolo de sêmola de milho e limão

– 220 g de farinha de trigo
-115 g de sêmola de milho (usada para fazer polenta)
– raspa de 2 limões grandes
– 1 colher (chá) de fermento
– 1 iogurte com aroma de baunilha (usei de coco)
– 4 ovos grandes
– 250  g de açúcar
– 1 colher (chá) de extrato de baunilha
– 100 g de manteiga amolecida e arrefecida
– sumo de limão
– 70 g de açúcar
– amêndoa laminada
– açúcar em pó

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar e forrar com papel vegetal uma forma de 22 cm. Misturar, com o batedor de arames os ingredientes secos: a farinha, a sêmola, a raspa de limão e o fermento. Noutra tigela bater o iogurte e os ovos, adicionados um a um.  Juntar o açúcar e o extrato de baunilha e bater. Com uma espátula, incorporar os ingredientes secos, em duas adições, envolvendo de cima para baixo, cuidadosamente. Juntar a manteiga e envolver. Colocar na forma e levar ao forno. Verificar a cozedura com um palito. Com o sumo de limão e o açúcar, preparar, em lume brando uma calda a gosto. Depois de desenformado e arrefecido, fazer um furinhos no bolo com a ajuda de um palito e regar com pequenas porções de calda (o objetivo não é ensopar o bolo, é criar algumas zonas mais húmidas). Por cima, decorar com a amêndoa e, por fim, polvilhar com uma camada generosa de açúcar em pó.

salada de pepino

-100g de pepino
-1 ovo cozido
-10g de pimento verde
-6 azeitonas descaroçadas
-salsa fresca
-óregãos secos
-1 colher de sopa de azeite
-1 pitada de flor de sal

Dispor, no fundo do prato, o pepino cortado em rodelas finas. Temperar com os óregãos, a salsa picada, o azeite, e a flor de sal. Por cima, dispor as azeitonas cortadas em rodelas, o pimento e o ovo finamente picados. cucumber salad

biscoitos caseiros para a piolha

a vantagem dos biscoitinhos é que ela pode comê-los sozinha, sem se sujar. e sendo feitos em casa, são uma boa maneira de lhe dar cereais integrais e sementes, evitando os óleos hidrogenados das bolachas de compra. estes (um nadinha escuros demais por distração), fiz com farinha de trigo integral, gérmen de trigo, coco ralado, sementes de sésamo, linhaça e papoila, uma pitada de açúcar amarelo, iogurte e arandos secos. também já experimentei os super fáceis de banana e flocos de aveia e uns bem simples de farinha integral e raspa de limão. mesmo sem eu ter muito jeito, ela tem gostado de todos! cranberry-coconut biscuits

queijo: a receita

pois que fui pedir a receita do queijo à minha mãe.
amanhã publico a do detergente.homemade cheesereceita para 1 litro de leite {para um queijo de tamanho regular, tipo serra, devem usar-se 4 litros de leite, ou seja, quadruplicar a receita}

ingredientes
1 litro de leite “do dia”
1 “suissinho” natural sem açúcar + a mesma medida de soro de leite
{o soro de leite é obtido na preparação do queijo. da primeira vez que se faz, não tendo soro, pode substituír-se por um segundo “suissinho”}

material necessário
1 mala térmica (para piqueniques)
frascos de vidro
1 coador grande
1 pano fino
1 aro

preparação
mistura-se o leite com o suissinho e o soro (ou com os dois suissinhos, da primeira vez) e coloca-se a mistura em frascos de vidro. enche-se uma mala térmica com água quente e mergulham-se os frascos. após a temperatura estabilizar, deve-se garantir que a água está a cerca de 40º, se necessário acrescentando água quente. (para evitar que a água arrefeça logo, é melhor usar leite à temperatura ambiente).
deixam-se os frascos mergulhados na água durante a noite. de manhã, transfere-se o conteúdo para um coador coberto com um pano fino e deixa-se a escorrer o soro para um recipiente. fica a escorrer um dia ou mais, dependendo da consistência desejada.
guarda-se o soro para utilizações futuras e coloca-se o queijo escorrido num aro, para dar a forma. (pode usar-se o aro de uma forma de bolo de abrir, uma peneira de pequeno diâmetro ou qualquer outro recipiente que permita conferir a forma circular mas que deixe que o soro restante continue a escorrer.) polvilha-se a parte superior com sal fino e leva-se ao frigorífico.
entretanto pode desenformar-se e colocar uma tira feita com guardanapos de papel em redor. fica uma semana no frigorífico, virando a parte de baixo para cima e polvilhando-a com sal. ao fim de uma semana, retira-se do frigorífico e mantém-se (fora do frigorífico) mais uma semana o processo de virar e temperar com sal diariamente. e está pronto a comer!

***adenda***

1. por “suissinhos” refiro-me aos queijinhos frescos tipo “danoninho”. no intermarché, existe natural, sem açúcar, da marca “paturages”
2. por “leite do dia”, refiro-me a “leite fresco”, por exemplo, da vigor. (como é pasteurizado, possivelmente pode ser consumido por grávidas, sendo necessário ter muita atenção às datas, mas nada como aconselhar-se com o médico)

flagrante delícia

esta receita e esta

manteiga e mel
manteiga e mel
pera e chocolate
pera e chocolate
pera e chocolate